• Locação
  • Ingresso
  • Parceiros
  • Vídeo Institucional

Balé Teatro Guaíra

"Carmen" do fotógrafo Rony Santos.
"Carmen" do fotógrafo Rony Santos.

O Balé Teatro Guaíra, criado pelo Governo do Estado do Paraná em 1969, é uma das mais importantes companhias oficiais do país graças a sua representatividade no contexto da dança brasileira. A trajetória desta Cia é resultado de um trabalho diário de muita dedicação à dança, tanto por parte dos artistas, técnicos e gestores que por aqui passaram, como também dos que aqui estão neste momento. Durante seu percurso, o BTG realizou mais de 140 coreografias. Atualmente a Cia apresenta um repertório focado na diversidade da dança contemporânea. Com a atual direção de Cintia Napoli (2012) o Balé Teatro Guaíra traz propostas ousadas e autênticas, porém sem perder de vista a sua história e a tradição da dança. Em 2012 a Cia soma ao seu repertório a obra "A Sagração da Primavera", de Igor Stravinsky e coreografia da portuguesa Olga Roriz. No ano seguinte, o coreógrafo brasileiro Alex Soares traz para a Cia "Predicativo do Sujeito", uma obra bem humorada que explora grande vigor físico de 7 homens e uma mulher, ao som do Bolero de Ravel. Em 2014, a Cia é presenteada com Cinderela, em comemoração aos seus 45 anos. A obra do coreógrafo espanhol, Gustavo Ramirez Sansano, foi criada com exclusividade para o Balé Guaíra. Neste mesmo ano, o Balé Guaíra realiza um dos seus mais ousados projetos - “Balé Teatro Guaíra e Cias”, um grande encontro entre 7 (sete) cias públicas do Brasil. Em 2015, voltam à cena Orikis e Trânsito da coreógrafa baiana Ana Vitória e o consagrado Romeu e Julieta, com coreografia assinada por Luiz Fernando Bongiovanni e música de Prokofiev. Bongiovanni também é responsável pela coreografia da obra Carmen, uma produção de 2016, inédita para o BTG. Além de novas produções anuais, da manutenção de seu repertório e da difusão de espetáculos de qualidade, a Cia valoriza projetos de acessibilidade à dança, formação de plateia e projetos de incentivo ao bailarino criador. Em 2016 é lançado o projeto PLATAFORMA NOVOS CRIADORES, uma proposta que investe na descoberta de novos coreógrafos, concebido pela direção do BTG e totalmente desenvolvido pelos integrantes da Cia. Nesta primeira edição foram contemplados dois trabalhos que integrarão o repertório do Balé Guaíra, são eles: Corpos Instáveis de Ane Adade e Patrícia Machado e Pelos seus olhos de Karin Chaves. Em 2017 o Balé Guaíra realiza uma grande turnê internacional - “Balé Teatro Guaíra dança Wachter, Winkler, Scafati”, percorrendo 9 cidades da Alemanha com grande sucesso. Ainda em 2017, a Cia apresenta ORIGEM, coreografia de Patrícia Machado, inédita para o Balé Guaíra. Para a composição desta obra contou-se com a participação do trio musical “Alma Síria”, que doou suas histórias para a construção da dramaturgia, como também foi responsável pela composição da trilha sonora.
É neste sentido que o BTG contribui com o fortalecimento e perpetuação dos bens culturais paranaense e nacional, estabelecendo dessa maneira um diálogo com a contemporaneidade, ao mesmo tempo em que preserva e valoriza a sua história.
Recomendar esta página via e-mail: