Teatro de Comédia do Paraná estreia em março com espetáculo dirigido por Rodrigo Portella
23/01/2020 - 08:15

A edição 2020 do Teatro de Comédia do Paraná traz o diretor Rodrigo Portella para dirigir uma peça norte-americana finalista do Pulitzer em 2018. Portella é um dos mais renomados dramaturgos de sua geração, com mais de 150 premiações, incluindo o prêmio Shell de melhor direção. O texto escolhido para o TCP 2020 é TodoMundo! (Everybody), de Branden Jacobs-Jenkins, em que Deus pede uma inesperada prestação de contas e um balanço de como as pessoas passaram seu tempo na terra.

 

A peça estreia em março, durante o Festival de Teatro de Curitiba. O TCP é uma iniciativa do Centro Cultural Teatro Guaíra, da Secretaria de Estado da Comunicação Social e da Cultura e do Governo do Paraná.


TodoMundo!, com montagem inédita no Brasil, é inspirada em uma forma de teatro medieval e os atores são escolhidos para interpretar os personagens por meio de um sorteio ao vivo. Na trama, Deus está insatisfeito coma humanidade e ordena que sua assistente, a Morte, busque TodoMundo para prestar contas. Durante o percurso, entre sonhos e memórias, o personagem se dá conta de que está morrendo.


Monica Rischbieter, diretora-presidente do CCTG, explica que a escolha de Portella e do texto de Jacobs-Jenkins seguem a tradição do TCP em apresentar peças que se tornaram marcos na história do teatro paranaense. “O TCP consagrou grandes nomes da dramaturgia, como Paulo Goulart e Lala Schneider. Acreditamos que o investimento feito agora pelo Governo do Estado será uma nova referência na arte paranaense. É uma peça para todos os públicos, que discute os dilemas da vida de uma forma divertida e, ao mesmo tempo, profunda”, diz Monica.


Para Rodrigo Portella, a obra tem conflitos e temas atuais. “Sabemos que se um plano de salvação não for urgentemente colocado em prática, nossa vida na terra estará comprometida muito em breve. E, para mim, é exatamente sobre isso que a peça fala: nós passamos por aqui tão distraídos, tão preocupados com nossa pequena existência, que esquecemos que a vida aqui é só uma breve passagem”.



Rodrigo Portella

Vencedor dos prêmios Shell, Cesgranrio e Botequim Cultural, Portella é um dos diretores teatrais mais renomados de sua geração. Natural de Três Rios, interior do Rio de Janeiro, é formado em Direção Teatral pela UniRio. Em 27 anos de carreira, dirigiu 23 espetáculos e escreveu nove peças teatrais, sendo indicado quatro vezes ao Prêmio Shell. Recebeu também o prêmio de Melhor Espetáculo Estrangeiro da temporada 2017/2018 pela Associação de Críticos de Montreal/Canadá, Prêmio APCA de Melhor espetáculo da temporada paulista de 2019 e o Prêmio APTR de Melhor Espetáculo da temporada carioca de 2017.



Teatro de Comédia do Paraná (TCP)

O Teatro de Comédia do Paraná(TCP) foi reativado em 2016 e desde então foram apresentadas as peças O Homem Desconfortável, Hoje é Dia de Rock, indicada ao prêmio Botequim Cultural nas categorias de melhor direção e figurino, e Papéis de Maria Dias. Foi criado em 1963 com a finalidade de orientar e coordenar as atividades teatrais do Centro Cultural Teatro Guaíra. O primeiro diretor do grupo foi Cláudio Correa e Castro que montou ‘Um Elefante no Caos’, de Millôr Fernandes. No elenco estavam Paulo Goulart, Nicete Bruno, Lala Schneider, Sale Wolokita, Manuel Kobachuk, José Maria Santos e Joel de Oliveira. A partir de 1964, o TCP atuou até os anos 2000 e chegou a produzir até cinco espetáculos em apenas um ano.

 



FichaTécnica
TodoMundo!
 

Texto| Branden Jacobs-Jenkins

Direção| Rodrigo Portella


Elenco

Ane Adade

Carolina Meinerz

Gabriel Gorosito

Helena De Jorge Portela

Lucas Dos Santos

Luiz Felipe Leprevost

Marcella Prata

Pagu Leal

Ranieri Gonzalez

Renet Lyon

Sidy Correa

Zeca Cenovicz

 


Tradução e Adaptação | Diego Teza

Dramaturgista| Milla Fernandez

Trilha Original e Direção Musical | Gilson Fukushima

Iluminação| Beto Bruel

Cenário| Fernando Marés

Figurino| Paulo Vinícius

Projeto Gráfico | José Vitor Cit

Preparação Corporal | Ane Adade

Interlocução Artística | Mauro Zanatta

Tradutora de Libras | Talita Sharon

Assistência de Direção | Helena de Jorge Portela

Assistente de Cenografia | Fabiano Hoffmann

Adereço de Figurino e Cenário | Ricardo Garanhani

Costura| Rose Matias

Operador de Luz | Marcos Euclides

Operador de Som | Marcos Rocha

Cenotécnicos| Ricardo Dos Santos

Fotografia| Maringas Maciel

Produção| Áldice Lopes, Diego Bertazzo, Daniel Militão e Rosangela Corbani


 

GALERIA DE IMAGENS