Guaíra lança projeto virtual do Teatro de Comédia do Paraná
08/06/2020 - 14:34

O Centro Cultural Teatro Guaíra lança nesta segunda-feira (8) o projeto virtual do Teatro de Comédia do Paraná (TCP). O projeto é inspirado na peça TodoMundo!. Semanalmente, a equipe de atores do TCP trará, de maneira contemporânea e bem-humorada, reflexões sobre Deus, Morte, Família, Amizade, Coisas e Amor, temas que fazem parte da peça do premiado dramaturgo norte-americano Branden Jacobs-Jenkins. Todos os vídeos terão tradução em libras.

A peça TodoMundo! seria apresentada em março e abril e faria parte da temporada 2020 do TCP antes de as atividades do Teatro Guaíra terem sido suspensas em função da pandemia do coronavírus. Esta edição tem a direção de Rodrigo Portella, um dos mais renomados dramaturgos de sua geração, com mais de 150 premiações, incluindo o prêmio Shell de melhor direção.

Os vídeos serão disponibilizados nas redes sociais do projeto “Dossiê TodoMundo!” e do Teatro Guaíra. Amparados por um roteiro temático baseado no texto de Branden Jacobs-Jenkins, os atores buscarão responder: você se sente todo mundo? O que é ser todo mundo?

 A ação é uma parceria do Governo do Estado do Paraná, Secretaria da Comunicação Social e da Cultura e Centro Cultural Teatro Guaíra.

 

Confira o canal do projeto aqui 

 

 

 

O projeto

 

O projeto “Dossiê TodoMundo!” é um desdobramento documental em formato virtual do projeto original de montagem teatral TodoMundo!, edição 2020 do TCP.  O texto escolhido foi Everybody, de Branden Jacobs-Jenkins, em que Deus pede uma inesperada prestação de contas e um balanço de como a humanidade passou seu tempo na terra. 

Este projeto surge justamente das reuniões à distância. Dos ensaios destes atores que, se antes trabalhavam de maneira muito próxima e cúmplice, agora vivem as limitações de câmeras, smartphones, internet oscilante, entre outras dificuldades. 

Uma produção audiovisual-poética-documental, “Eu Também sou TodoMundo!”  é um canal  que reunirá os  bastidores de uma  montagem teatral, a suspensão de um trabalho artístico, a vida particular dos atores  que aguardam uma estreia e o compartilhamento das análises e pensamentos conceituais, humanitários e estéticos que integram a concepção de uma obra-de-arte. 

O projeto é também uma reflexão deste coletivo tão heterogêneo de pessoas que formam o elenco e seus pares no mundo. São 12 artistas que buscam, no seu fazer e no seu ser, novas maneiras de interagir neste mundo tecnológico, higiênico e mascarado. 

 

Teatro de Comédia do Paraná (TCP)

 

O Teatro de Comédia do Paraná (TCP) foi reativado em 2016 e desde então foram apresentadas as peças O Homem Desconfortável, Hoje é Dia de Rock, indicada ao prêmio Botequim Cultural nas categorias de melhor direção e figurino, e Papéis de Maria Dias. Foi criado em 1963 com a finalidade de orientar e coordenar as atividades teatrais do Centro Cultural Teatro Guaíra. O primeiro diretor do grupo foi Cláudio Correa e Castro que montou ‘Um Elefante no Caos’, de Millôr Fernandes. No elenco estavam Paulo Goulart, Nicete Bruno, Lala Schneider, Sale Wolokita, Manuel Kobachuk, José Maria Santos e Joel de Oliveira. A partir de 1964, o TCP atuou até os anos 2000 e chegou a produzir até cinco espetáculos em apenas um ano.

GALERIA DE IMAGENS