G2 Cia. de Dança celebra 21 anos de forma virtual
08/10/2020 - 14:26

O G2 Cia. de Dança celebra 21 anos de forma virtual com a produção de quatro vídeos que serão divulgados no mês de outubro. O G2 foi fundado em 1999 e é a única companhia de bailarinos máster do país. O grupo tinha uma extensa programação para 2020, incluindo turnês nacionais e regionais, mas as atividades foram suspensas em função da pandemia do coronavírus.

O grupo é formado por Ana Silva, Clionise de Barros (Tota), Deisi Wor, Grazianni Canalli, Inês Drumond, Julio Mota, Leandro Nascimento, Ricardo Garanhani e Rogério Halila. Em mais de 20 anos de atuação, o G2 já produziu 12 espetáculos a partir de criações do próprio grupo e de diretores convidados.

A ideia da criação de um segundo grupo de dança no Teatro Guaíra surgiu da vontade de dar continuidade à carreira dos bailarinos do Balé Teatro Guaíra, aproveitando sua maturidade artística. Com isso, criou-se o G2 Cia de Dança, com a proposta de busca de novos rumos e estéticas na linguagem da dança. O grupo trabalha técnicas de dança clássica, dança contemporânea, improvisação, interpretação e pesquisa de movimento.

Repertório

LA CENA - Com texto e direção de Cleide Piasecki, a montagem mescla dança e interpretação para contar a história de um grupo de empregados que preparam a festa de fim de ano de uma mansão. La Cena estreou em 2016 e é inspirado nos contos e personagens de Hoffmann (Quebra-Nozes, Camundongo Rei e o Homem de Areia), de Neil Gaiman (Sandman) e de Serguei Diaguilev (Ballets Russes). O grupo trabalha na mansão do Sr. Stahlbaum e, após alguns incidentes, todos mergulham em um sono profundo que desperta os desejos mais secretos e inconfessáveis pesadelos.

BLOW ELLIOT BENJAMIN - Espetáculo criado em 2011, também com texto e coreografia da diretora teatral Cleide Piasecki. É resultado do trabalho coletivo feito pela coreógrafa com os bailarinos do G2 Cia. de Dança. Entre os personagens da história há um aviador que cai do céu, uma serial killer - Jack o estripador - e uma cantora de ópera que morre dentro de um teatro. A história real de um britânico - Elliot, diagnosticado erroneamente com uma doença terminal - foi o ponto de partida para a montagem.

GALERIA DE IMAGENS

Últimas Notícias