Doze peças do Fringe serão apresentadas no Teatro José Maria Santos

Data 26/03/2012 | Assunto: Notícias

Iancu
Musical, drama e comédia fazem parte da programação do Festival de Teatro de Curitiba, que também ocupa o auditório do Teatro José Maria Santos, de 28 de março a 8 de abril.
Musical, drama e comédia fazem parte da programação do Festival de Teatro de Curitiba, que também ocupa o auditório do Teatro José Maria Santos (Rua 13 de maio, 655 – São Francisco. Curitiba/PR), de 28 de março a 8 de abril.

Salada Russa – União de duas peças cômicas do escritor russo Anton Tchekhov – O Urso e Os Males do Tabaco – Salada Russa comenta questões humanas com humor sutil, tratando questões profundas com comicidade e inteligência, proporcionando ao expectador a reflexão e o riso.

Dias 28 às 15 horas; 30 e 31 de março às 18 horas.

Four Legged Melancholy (Ou Melancolia em Quatro Patas) – O espetáculo explora o equilíbrio entre dependência e liberdade e a perda dessa estabilidade, ao unir a vida de La Goulue, criadora do Cancan, a de uma mulher ao sentar em uma cadeira de rodas com esperanças de encontrar o amor.

Dias 28 às 18 horas; 29 às 21 horas; 30 e 31 de março às 15 horas.

Novas Diretrizes em Tempos de Paz – Um polonês vem ao Brasil para encontrar novas perspectivas de vida, acreditando ser uma terra receptiva, mas ao chegar encontra outra situação. É 1945, governo de Getúlio Vargas acaba de decretar anistia a presos políticos, causando grande confusão.

Dias 28 às 21 horas; 29 de março às 15 horas.

Cartas a um Jovem Poeta – Um escritor troca correspondências com seu aprendiz sobre formação humana, criações artísticas e autoconhecimento. O monólogo acontece em um cômodo enquanto o escritor se depara com seus fantasmas.

Dias 29 às 18 horas; 30 de março às 21 horas.

Auto da Compadecida – Desta vez a história de João Grilo e Chicó é contada com elementos do Cavalo Marinho, tradicional teatro de rua pernambucano que possui uma série de personagens históricos. Na peça, os atores se revezam no folclore para contar O Auto da Compadecida.

Dias 31 de março e 1º às 21 horas; 1º e 2 às 15 horas; 2 de abril às 18 horas.

Ecos de uma Civilização – A partir de um estudo baseado na cultura negra, o objetivo da peça é comunicar usando movimentos corpóreos para encenar religiosidade, lamentação para manter vivo nos brasileiros a força do povo africano.

Dias 1º às 18 horas; 2 de abril às 21 horas.

IancuIANCU Un paese vuole dire – Um famoso bandido é reconhecido nas ruas da cidade de Salento, num domingo em agosto de 1976. E sob a ótica de um menido de oito anos, são reconstruídos enganos e ilusões que circundam a infância. Fragmentos de histórias de homens e mulheres sob a pungência da grande vontade de tornar-se adulto.

Dia 3 de abril às 21 horas.

Muita Mulher pra Pouco Musical – O espetáculo é uma divertida paródia dos clichês da Broadway. As pressões dos testes, a competitividade e as angústias vividas por quem tenta firmar-se na área são os temas abordados com muita música e dança.

Dias 4 às 18 horas; 4 e 5 às 21 horas; 5 de abril às 15 horas.

Enquanto Tecemos – Inspirada na Odisséia de Homero, a paisagem afetiva que permeia toda a investigação é a experiência da espera, um estado suspenso e vivo, que nos separa e nos aproxima.

Dias 4 às 15 horas; 5 às 18 horas.

Sinfonia Sonho – A peça acompanha a vida de uma família ao chegar em uma nova casa. A partir disso, a relação entre os familiares começa a sofrer alterações.

Dias 6 às 15 horas; 7 às 18 horas; 8 de abril às 21 horas.

Mulheres Vermelhas – O retrato de um tempo muito ideologizado. Depoimentos verídicos de mulheres que resistiram à Ditadura Vargas e ao Golpe Militar e por isso foram torturadas. Fragmentos da história de Olga Benário Prestes, Zuzu Angel e Madre Maurina Borges na luta contra o autoritarismo, o fascismo e o imperialismo no Brasil.

Dias 6 às 18 horas; 7 às 21 horas; 8 de abril às 15 horas.

A Confissão – A lembrança de uma antiga namorada traz novidades quando dois amigos se reencontram após muitos anos de afastamento e resolvem esclarecer um segredo. Um fato que parecia esquecido, mas se mostra capaz de transformar suas vidas em um perigoso e inadiável acerto de contas.

Dias 6 às 21 horas; 7 às 15 horas; 8 de abril às 18 horas.

Informações: www.festivaldecuritiba.com.br




Está notícia foi publicada no Centro Cultural Teatro Guaíra http://www.teatroguaira.pr.gov.br

Endereço desta notícia:
http://www.teatroguaira.pr.gov.br/modules/noticias/article.php?storyid=641