O manifesto performático de “Cabaré da Servidão Voluntária”

Data 22/02/2017 | Assunto: Notícias

Performance é baseada no “Discurso da Servidão Voluntária”, de La Boétie
Da necessidade de discutir a ética e servidão às instituições corruptas no Brasil, surgiu “Cabaré da Servidão Voluntária”, em cartaz no auditório Glauco Flores de Sá Brito (Mini), de 10 a 26 de março.

É um manifesto performático ao estilo cabaré contemporâneo. Baseado no “Discurso da Servidão Voluntária”, escrito por La Boétie, em 1548, no qual os governantes são chamados de “tiranos” por ele. Nesta montagem, o autor Cesar Almeida faz uma releitura dos textos que se tornaram populares com a divulgação do pensador contemporâneo brasileiro Leandro Karnal.

Segundo Boétie, os povos podem se submeter voluntariamente ao governo de um só homem. Em primeiro lugar, pelo hábito, uma vez que quem está acostumado à servidão tende a não questioná-la. Em seguida, pela religião e pela superstição que se criam em torno da figura do líder.

Serviço
Cabaré da Servidão Voluntária
Data: 10 a 26 de março
Local: Auditório Glauco Flores de Sá Brito (Mini)
Horário: Sexta e sábado 21h e domingo 19h
Ingressos: R$ 20,00 e R$ 10,00




Está notícia foi publicada no Centro Cultural Teatro Guaíra http://www.teatroguaira.pr.gov.br

Endereço desta notícia:
http://www.teatroguaira.pr.gov.br/modules/noticias/article.php?storyid=2000