Orquestra Sinfônica do Paraná participa dos 146 anos de emancipação de Campo Largo

Data 16/02/2017 | Assunto: Destaques

Concerto gratuito será no dia 23 de fevereiro sob regência de Alexandre Brasolim
A Orquestra Sinfônica do Paraná, sob regência do maestro Alexandre Brasolim, participará das comemorações dos 146 anos de emancipação político administrativa do município de Campo Largo, na Região Metropolitana de Curitiba. O concerto da OSP será no dia 23 de fevereiro, às 20h30, na igreja matriz de Nossa Senhora da Piedade. A entrada é gratuita.

No programa estão La Réjouissance (Handel), Abertura da ópera As Bodas de Fígaro (Mozart), Intermezzo Sinfônico (Mascagni), Primeiro movimento da Sinfonia nº 40 (Mozart), Jesus, Alegria dos Homens (Bach), O Relógio Sincopado (Anderson), Contradança (Brasolim), Gabriel's Oboe (Morriconi), Abertura do Balé As Criaturas de Prometeus (Beethoven), Cores do Brasil - Medley (Brasolim).

Maestro - Natural de São Paulo, Brasolim vem de uma família de músicos. O bisavô foi tenor do coro da Ópera do Teatro Alla Scalla, de Milão, o avô foi violinista, o pai saxofonista, a mãe e a irmã coralistas, além de vários tios e primos tocarem instrumentos musicais. Cresceu num ambiente musical, formando sua cultura de música de forma eclética. Aos 10 anos iniciou os estudos musicais em composição, regência, arranjo e orquestração com o professor Azor Massambani, com quem estudou durante 12 anos. Representou o Brasil no Festival de Orquestras das Américas em San Juan, Porto Rico, onde foi concertino da orquestra e teve aulas com músicos da Orquestra Sinfônica Nacional de Washington e masterclass com o maestro e violoncelista Mitslav Rostropovich.
Em 1993 mudou-se para Curitiba ingressando na Orquestra Sinfônica do Paraná. A música sacra também ocupa importante lugar na carreira de Brasolim. Os arranjos e composições de autoria dele são executados por inúmeras orquestras e conjuntos de câmara no Brasil e no exterior. Atualmente é concertino da Orquestra Sinfônica do Paraná, professor em seminários e oficinas de música sacra, além de maestro e arranjador da Orquestra Filarmônica da Universidade Positivo de Curitiba.

Campo Largo - o ciclo do ouro no Paraná, em meados do século 16, foi o principal fator de formação de Campo Largo, acompanhado pelo desenvolvimento da pecuária e também dos pontos de pouso para os tropeiros que seguiam para São Paulo.
A origem de Campo Largo é antiga. Em 1819, o capitão Antônio da Costa, doou parte da propriedade, permitindo que naquela região se instalassem pessoas que tivessem interesse em cuidar das terras.
A colonização na região foi fortemente influenciada por poloneses e italianos, além de alemães e portugueses, entre as principais correntes migratórias.
A Lei Estadual nº 219 de 2 de abril de 1870 criou o município, com território desmembrado de Curitiba e a instalação oficial ocorreu no dia 23 de fevereiro de 1871.
Campo Largo é um município brasileiro do estado do Paraná. A população em 2007 era de 105.492 habitantes. O município é conhecido como "Capital da Louça" devido à expressiva produção e exportação deste material.
A fundação da cidade ocorreu em 1870. É sede de importantes empresas como a Incepa, Porcelana Schmidt, Germer, Lorenzetti cujos produtos são conhecidos internacionalmente.
Está no município uma das fontes de água mineral mais conhecida do país, a Ouro Fino.
Campo Largo está situado a sudeste do estado brasileiro do Paraná e pertence à Região Metropolitana de Curitiba.
A emancipação de Curitiba aconteceu em 23 de fevereiro de 1871.


Serviço
Orquestra Sinfônica do Paraná
Dia 23 de fevereiro às 20h30
Igreja matriz Nossa Senhora da Piedade
Rua XV de Novembro, 1931 - Vila Delurdes
Campo Largo - PR





Está notícia foi publicada no Centro Cultural Teatro Guaíra http://www.teatroguaira.pr.gov.br

Endereço desta notícia:
http://www.teatroguaira.pr.gov.br/modules/noticias/article.php?storyid=1998