• Locação
  • Ingresso
  • Parceiros
  • Vídeo Institucional

Destaques

Balé Teatro Guaíra dança O Segundo Sopro no fim de semana

O Balé Teatro Guaíra apresenta uma programação especial em 2019 para celebrar os 50 anos de sua criação. Neste fim de semana, a companhia apresenta O Segundo Sopro. Um trecho de O Grande Circo Místico, visto por 200 mil pessoas na década de 80, será apresentado na abertura de todos os espetáculos. Depois, o BTG faz uma turnê pelo Paraná para comemorar a data com todos os paranaenses. Os ingressos para a temporada em Curitiba estão esgotados.


Para fechar as apresentações em Curitiba, o BTG dança O Segundo Sopro, um grande sucesso dos anos 90 que ficou conhecido como “balé das águas” - foi a primeira coreografia nacional em que chovia no palco. A equipe técnica do Teatro Guaíra desenvolveu uma tecnologia própria que possibilita a chuva e a formação de um espelho d'água no palco, fazendo os bailarinos literalmente deslizarem na água.


A homenagem para O Grande Circo Místico terá a abertura do espetáculo, o dueto de Beatriz e a carreira, última cena da versão original. Esse espetáculo foi escolhido por ser o mais icônico da história da companhia. O Circo foi criado por Edu Lobo e Chico Buarque especialmente para o Balé Teatro Guaíra e estreou em 1983. Foi um divisor de águas e projetou o BTG nacional e internacionalmente – foram mais de 200 apresentações, uma delas lotou o Maracanãzinho no Rio de Janeiro.


Na semana seguinte, os bailarinos da companhia iniciam uma turnê pelo Paraná e passam por Ponta Grossa, Cascavel, Campo Mourão, Maringá, Foz do Iguaçu, Paranaguá, Guarapuava. Em todas essas cidades, a equipe técnica e os bailarinos do Guaíra fazem oficinas para a população.


Mostra revê grandes sucessos da companhia e mostra percurso histórico


A seleção das coreografias para a Mostra de Repertório em comemoração aos 50 anos do Balé Teatro Guaíra foi baseada em dois critérios: afetividade e representatividade do período em que foram apresentadas. Por isso, representam o percurso estético do balé. “As obras escolhidas para a Mostra de Repertório são, antes de mais nada, resgates afetivos para todos nós que de alguma maneira vivemos essa história”, diz Cíntia Napoli, diretora do BTG desde 2012.


O Grande Circo Místico, por exemplo, é o maior sucesso da história da companhia e tem aspectos de balé clássico em sua coreografia. Já O Segundo Sopro mescla movimentos clássicos e nuances de jazz. Por fim, Carmen representa a estética atual do BTG. “Assim como a dança, aquela que se fazia em 1969 e a que se faz hoje em 2019, a história também traz seu dinamismo próprio. Por isso, esses repertórios são uma viagem ao longo do tempo”, afirma Napoli.


Serviço:


Trechos de O Grande Circo Místico + O Segundo Sopro

Dias 11 e 12 de maio, sábado às 20h30 e domingo às 19h

Auditório Bento Munhoz da Rocha Neto – Guairão

Classificação: Livre

Preço: R$20 (vinte reais) e R$ 10 (dez reais)


Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.