• Locação
  • Ingresso
  • Parceiros
  • Vídeo Institucional

Notícias

Ex-aluno da Escola de Dança Teatro Guaíra é indicado ao "Oscar" mundial da dança

Premiação aconteceu em Moscou, no Bolshoi Theatre

O bailarino Daniel Camargo, 26 anos, é um dos indicados ao Prix Benois de la Danse, considerado o prêmio mais importante da dança no mundo. Camargo foi aluno da Escola de Dança Teatro Guaíra entre 2001 e 2005. Sua carreira internacional começou em 2004, quando ele viajou para Nova York com a EDTG para participar do Youth America Grand Prix e ganhou uma bolsa de estudos. Hoje ele é o dançarino principal do Dutch National Ballet, em Amsterdam.

Natural de São Paulo, Daniel veio para Curitiba aos 9 anos, após uma de suas irmãs, também bailarinas, ter sido selecionada para dançar no Guaíra. De uma família simples, a mãe criou sozinha os três filhos, ele apostou desde cedo na dança como caminho para um futuro melhor. Camargo iniciou seus estudos em 2001 como aluno ouvinte e, em 2002, foi aprovado no teste seletivo. “A Escola me deu um alicerce para que eu conquistasse o que conquistei. Éramos um grupo muito unido, jovem, mas dedicado. Passávamos o dia todo na escola, com alegria. Era um clima de família”.

O jovem já se apresentou em mais de 17 países. Em duas dessas ocasiões, em Tóquio e Amsterdam, sua performance chamou a atenção dos jurados do Prix Benois de la Danse. “Hoje vejo que escolas como o Guaíra são fundamentais. Assim como aconteceu comigo, é preciso continuar acreditando nas crianças de hoje”, diz.

Políticas públicas para a cultura
Para Patrícia Otto, diretora da escola e uma das professoras de Daniel na EDTG, a indicação dele ao Prix Benois mostra como o Guaíra conseguiu atingir um nível internacional de formação de bailarinos. "Sabemos como a sólida formação em dança oferecida pela escola é fundamental para o desenvolvimento de jovens artistas e o quanto é importante e necessária na formação do cidadão”.
A EDTG é um dos quatro corpos estáveis do Guaíra, ao lado do balé, orquestra e G2 Cia. de Dança. Para Mônica Rischbieter, diretora-presidente do Centro Cultural Teatro Guaíra, histórias como a de Daniel reforçam a importância das políticas públicas no campo artístico.

Daniel completou sua formação na John Cranko School em Stuttgart, na Alemanha, e, ao longo da carreira, recebeu diversos prêmios, como o European Most Promising Award e o German Future Award.
O Prix Benois aconteceu nos dias 5 e 6 de junho em Moscou, no Bolshoi Theatre. Além de Camargo, outros cinco brasileiros foram indicados: Deborah Colker, Amanda Gomes, Jorge Du Peixe, Berna Ceppas e Gringo Cardia.


Escola de Dança Teatro Guaíra
A EDTG foi fundada em 1956 com o objetivo de formar os futuros bailarinos do Balé Teatro Guaíra. É uma instituição pública, mantida pelo Governo do Estado do Paraná, e oferece os seguintes cursos: infantil, juvenil, Formação do Artista Bailarino e Curso Técnico em Dança. Em 2017, a escola apresentou no Guairão o espetáculo "A Bela e a Fera", com a participação de 230 alunos. O público estimado para o ano foi de 40 mil espectadores em todas as atividades propostas.

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.