• Locação
  • Ingresso
  • Parceiros
  • Vídeo Institucional

Notícias

Espetáculo “No Samba” homenageia tradicional gênero musical

O show musical "No Samba" reverencia o mais tradicional dos gêneros musicais brasileiros e leva ao palco repertório da Era de Ouro

O show destaca o repertório de sambistas consagrados, como Ary Barroso, Noel Rosa, Dorival Caymmi, Assis Valente e Braguinha, mas não reproduz a estética, nem a sonoridade dos intérpretes da época. Trata-se de uma releitura que promove o diálogo entre o samba e outros gêneros musicais. O talentoso músico curitibano Gabriel Schwartz além de tocar flauta, clarinete e saxofone é quem assina a direção musical. O idealizador, Marcio Juliano (voz e direção), que também estava à frente do aclamado show Noel, agora divide o palco com uma turma de virtuoses: Daniel Migliavacca (bandolim, violão tenor e cavaquinho), Lucas Melo (violão de sete cordas), Luiz Rolim (percussão). A co-direção artística e iluminação são de Nadja Naira, da Companhia Brasileira de Teatro, o cenário de Fernando Marés, o figurino de Áldice Lopes e a produção audiovisual de João Marcelo Gomes, grandes e antigos colaboradores da Cia. Ilimitada, realizadora do projeto.

Entre os anos de 1930 a 1945 a música brasileira viveu um período de apogeu. O desenvolvimento da indústria elétrica e da indústria fonográfica proporcionaram um impulso à expansão do primeiro veículo de comunicação de massa, o rádio. O panorama musical destes 15 anos, que ficaram conhecidos como a Era de Ouro, caracteriza-se, principalmente, pelo surgimento e reconhecimento de compositores regionais responsáveis pela criação de uma identidade musical nacional, pela complexidade e sofisticação dos arranjos, pela ascensão do samba e da marchinha como os estilos mais populares, além da intensa e ampla interação entre compositores, instrumentistas e cantores da época. O rádio era o principal veículo de divulgação da música e impulsionou a carreira de muitos artistas. Os discos de vinil foram se tornando cada vez mais acessíveis.

Tal fase da música brasileira, marcada por sucessos atemporais, como “Morena Boca de Ouro”, “Nega do Cabelo Duro”, “Touradas em Madri”, entre tantas outras canções, que até hoje são referências da nossa música, inspirou o cantor e ator Marcio Juliano para desenvolver o seu novo trabalho, resultado de uma pesquisa que já dura cinco anos, pelo menos.

Serviço:
Show cênico musical “No Samba”
De 7 a 22 de novembro, sexta a domingo às 20 horas
Teatro José Maria Santos
Foto: Marcelo Almeida
Ingressos: R$ 20,00
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.