• Locação
  • Ingresso
  • Parceiros
  • Vídeo Institucional

História

Apresentação da Escola de DançaTudo começou em 1956, com a ideia de formar um Corpo de Baile para o Teatro. Para isso, era necessário preparar bailarinos técnica e artisticamente. Foi então que surgiu o Curso de Danças Clássicas Teatro Guaíra, sob orientação da professora Tereza Padron.

Depois dela inúmeros profissionais contribuíram com seus talentos e criatividade para o desenvolvimento da Escola de Dança, que hoje é reconhecida internacionalmente. Alguns dos nomes que deixaram sua marca registrada foram Aroldo Moraes, Lorna Kay, Yara de Cunto, Liane Essenfelder, Loraci Setragni, Auci Guarnieri, Yurek Shabelewski, Liane Essenfelder Frank, Hugo Delavalle e Carla Reinecke.

Com o passar dos anos e a consolidação dos trabalhos, vieram as recompensas. Em 1974, por exemplo, as alunas participaram da inauguração do auditório Bento Munhoz da Rocha Netto (Guairão) e em 1981 da montagem da ópera Madame Butterfly.

Aos poucos começaram também a ser desenvolvidos projetos que ajudaram na difusão do ensino da dança no interior do Estado. Em 83, por proposta de Eloá Rodrigues Teixeira, é criado o Projeto Pré-Profissional, com a finalidade de divulgar a dança no Paraná e no Brasil. A partir daí, o Projeto passou a participar de Mostras e Festivais, e a circular com espetáculos pelo Paraná e Estados vizinhos.

Em 1984 é implantada a primeira turma de iniciação com crianças de sete anos de idade dando início a participações em vários festivais que lhes trouxeram um grande número de prêmios. Nesse período é realizada a montagem de “Paquita”. Em consequência do bom desempenho, o Projeto Pré-Profissional é indicado pelo Concurso Internacional do Rio de Janeiro para participar do Festival de Dança de Trujillo, no Peru.

Em 1990, Débora Arzua Tadra concretiza a regulamentação dos três últimos anos do curso como Profissionalizante de 2º grau na Habilitação de Bailarino. Nasce então a Escola de Danças Clássicas, que além das Técnicas da Dança Clássica e Moderna, oferece aulas de Evolução da Dança, Terminologia, Música, Anatomia, Folclore, Repertório e Técnica Teatral, fazendo valer Estágio Supervisionado, a prática junto ao Projeto Pré-Profissional.

Em 1994 é criado o Grupo Juvenil com o objetivo de oferecer maior experiência aos alunos do 1º ao 5º ano. São criados também mais dois níveis de ensino atendendo crianças a partir de cinco anos. A partir de 1995 inicia-se uma nova fase, com a montagem do espetáculo "Dançando Nossa História" em comemoração aos 500 anos Brasil, com apresentações especiais para escolas, levando para o teatro milhares de crianças e adolescentes. Em 1997 é lançado o Projeto Dança Masculina.

No início de 2000 a Escola muda sua sede de um barracão para onde havia sido transferida em 1988, para a uma nova sede no Jardim Botânico, onde permanece. Um ano depois é lançado um CD com a trilha sonora do espetáculo “Canto Canto deste Canto”. Neste mesmo ano a Professora Sylvia Massuchin elabora o 1º projeto político pedagógico da Escola e o “Projeto Improvisando Eu Crio” é levado ao palco do Teatro Guaíra, com produção coreográfica dos alunos e dirigida por professores, que até então vinha sendo apresentado em espaços alternativos.

Em 2003 foi reativado o projeto de dança masculina. Neste mesmo ano alunos da escola são levados a Nova York e são contemplados com bolsas de estudo no 5th Youth American Grand Prix.
Em 2005 é encenado o espetáculo “A Gralha Azul do Paraná”, reunindo pela primeira vez os alunos da Escola e a Orquestra de alunos da EMBAP. A partir deste ano é criado espetáculo específico para o curso de iniciação a dança. Em 2007 é lançado o livro comemorativo ao Jubileu de Ouro, “ Escola de Dança do Teatro Guaíra 50 anos de Arte e Cidadania”. Em 2011 são implantadas as “Oficinas de Interpretação Cênica”.

Alunos em frente ao Teatro
Recomendar esta página via e-mail: