• Locação
  • Ingresso
  • Parceiros
  • Vídeo Institucional

Notícias

Cromossomos retrata angústia humana

Companhia curitibana reflete sobre a obra do filósofo Soren Kierkegaard divagando sobre a liberdade de ser e existir na peça Cromossomos. As apresentações serão de 16 a 26 de novembro, de quinta a domingo, às 20h, no Miniauditório do Teatro Guaíra.

O espetáculo Cromossomos é a última parte da trilogia existencialista concebida por Fernando Cardoso, a primeira parte Solidrão, apresentada em 2015, e a segunda parte Pedaços de Nozes, apresentada em 2016. Foca nas divagações em torno das relações humanas diante da vida e o sentido de existir.

O drama existencialista promete trazer reflexão em um ambiente psicológico, no qual: o Eu, o Homem, a Mulher e o Menino se desnudam em pensamentos e sentimentos que permeiam o jogo cênico, revelando que todos são apenas um.

Para o diretor, a montagem tenta desvendar a existência através da angústia humana em uma performance contemporânea. Com texto dinâmico e ácido baseado na obra filosófica de Soren Kierkegaard, explora as consequências das ações humanas frente às antíteses: vida, morte, amor e ódio.

Serviço:
Cromossomos
Auditório Glauco Flores de Sá Brito - Miniauditório
De 16 a 26 de novembro - de quinta a domingo às 20h

INGRESSOS: R$ 40,00. 50% de desconto para assinantes da Gazeta do Povo, Folha de São Paulo, UOL, classe artística e filipeta do espetáculo - até 2 ingressos por cartão.

Arquivo anexado:

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.